Expectativa é de confirmar vida alienígena nos exoplanetas recém-descobertos!

Vídeo relacionado:
https://player.theplatform.com/p/XGTzKC/J_iwNpb_MxF8/embed/select/r1BnoNPnHXtS?form=html A recente descoberta de um sistema solar com sete exoplanetas do tamanho da Terra, a uma distância de 40 anos-luz, antecipou a necessidade da NASA de fazer um protocolo caso tenha que anunciar ao mundo a existência de vida extraterrestre.

Os sete planetas semelhantes ao nosso encontram-se na constelação de Aquário, no sistema de uma estrela anã-vermelha do tamanho de Júpiter, conhecida como TRAPPIST-1. Esses planetas estão muito mais próximos de sua estrela que a Terra, e por isso possuem as condições necessárias para conter água em estado líquido.

Segundo o cientista Mario Pérez, membro da divisão de astrofísica da Agência Espacial Norte-Americana, embora faltem anos para que a NASA faça o anúncio sobre a existência de vida extraterrestre, é necessário ter um protocolo que passe tranquilidade e paz à humanidade diante de um acontecimento dessa magnitude.

O protocolo foi inspirado em várias fontes, como os precedentes históricos de encontros entre civilizações terrestres completamente diversas, como ocorreu durante a conquista da América.

Parte desse protocolo está em “Archaeology, Anthropology and Interstellar Communication”, um livro editado pela NASA como guia ou manual, que tem como objetivo preparar os humanos para o contato com possíveis formas de vida extraterrestres. De acordo com os especialistas, a questão já não é mais se existe vida em outros planetas, mas quando a encontraremos.

Anúncios