Você conhece a si mesmo? Sabe como é a sua personalidade? Aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós já exibimos para você como descobrir isso por meio de um teste psicológico que pode te ajudar.

Truques podem ser usados até mesmo para enganar a fome que você sente. De acordo com o portal G1, “beber água, beliscar alguma coisa e até dormir são truques que muitas pessoas usam para ‘enganar’ a fome. Mas segundo o neurocirurgião Fernando Campos Gomes Pinto e a nutricionista Tânia Rodrigues, existem hábitos que realmente funcionam, como comer e beber em pratos e copos menores e vermelhos.
O prato pequeno contribui para evitar exageros e, se a pessoa pensar em repetir, dá tempo de ela ter comido o primeiro prato e passar o tempo necessário (cerca de 15 minutos) para a mensagem de saciedade chegar até o cérebro.
Além disso, é importante fazer refeições fracionadas, a cada 3 horas, e se manter hidratado, pois muitas vezes a pessoa acha que está com fome, mas na verdade tem sede – os sinais que o cérebro emite são parecidos nos dois casos.”

Os truques psicológicos funcionam realmente. Confira a listinha que separamos para você com alguns deles:

1 – Psicologia reversa

Um truque clássico e muito eficaz. De acordo com a Galileu, “Algumas pessoas têm o ego muito frágil e podem facilmente ser manipuladas pela psicologia – o maior exemplo são as crianças. Basta dizer o contrário do que você realmente quer e elas irão fazer exatamente o que você disse. Ficou confuso? Olha o exemplo:

Você quer que um companheiro limpe o banheiro. Por um tempo você deve dizer que o banheiro está nojento e depois partir para “você venceu, não limpe o banheiro. Quero que todos saibam o quão porco você é!” Provavelmente a pessoa vai se sentir culpada e/ou coagida a fazer o contrário do que você disse. Se quiser ser mais eficaz, nesse caso, ainda pode dizer “você nunca limparia o banheiro tão bem quanto eu!”.”

2 – Dizer o que sente conquista intimidade

Compartilhar um sentimento, uma impressão, abrir-se emocionalmente pode ser uma ferramenta útil para você conquistar intimidade com uma pessoa. É o que concluiu um estudo comandado por Arthur Aron, da Universidade Stony Brook. Ele reuniu um grupo de pessoas para conversarem por 45 minutos sobre várias perguntas. Em um grupo, questões pessoais e complexas foram as pautas, enquanto que em outro hobbies e coisas triviais foram abordados. No final do experimento, o grupo que tratou de sentimentos e coisas pessoais foi o que mais demonstrou proximidade com as pessoas.

3 – Imitar uma pessoa

Imitar também é um truque que funciona bastante para alguém gostar de você. De acordo com a Galileu, “a técnica de copiar gestos e expressões faciais durante uma conversa é conhecida como “efeito camaleão”. Em 1999, pesquisadores da Universidade de Nova York registraram essa reação e perceberam que reproduzir o comportamento de alguém enquanto interagimos ajuda a causar uma boa impressão.”

4 – Praticar gestos contagiosos

Se você já bocejou, então usou um truque psicológico. De acordo com a revista Galileu, “em um grupo de pessoas, algumas costumam seguir a linguagem corporal de outras. Olhe para cima. Se alguém estiver prestando atenção em você, certamente fará o mesmo.

O bocejo é outro gesto contagioso. Tente bocejar de propósito enquanto conversa com alguém e veja a mágica acontecer!

Um jeito de saber se a pessoa com quem você está conversando, está interessada no que você está dizendo é cruzar os braços. Se o gesto for retribuído, certamente estão interessados.”

5 – Você pode contagiar emocionalmente com o seu bom humor

Em um artigo produzido pela Universidade do Havaí e Universidade de Ohio, o seu humor pode influências bastante na convivência com uma pessoa. O chamado “contágio emocional” pode ser responsável pela mudança de comportamento das pessoas ao seu redor. O humor de uma pessoa pode ser alterado inconscientemente para facilitar as relações interpessoais.

6 – Ilusão de escolha

Esse truque é muito conhecido pelos publicitários e por ser um truque psicológico que funciona bastante. Com certeza você já deve ter caído nele. Ele consiste em dar uma falsa sensação de poder de escolha para a pessoa, quando na verdade é você quem está manipulando a vontade dela para que ela escolha o que você está querendo.

7 – Falso mentiroso

Existe a possibilidade de você fazer uma pessoa acreditar em você de acordo com a intensidade das mentiras que você diz. Segundo a revista Galileu, isso é possível por duas alternativas:  1.1. Se você convencer as pessoas de que você é um mau mentiroso, eles quase sempre vão acreditar em você. Afinal, em teoria, eles sempre conseguirão perceber quando você estiver passando um caô – você é tão transparente! Mas você sabe que não é assim e vai passar umas lorotas incólume.

1.2. E se você mentir muito, até o ponto que as pessoas não acreditem mais em você, você pode dizer “falsas mentiras” e alterar as decisões das pessoas. Pensa só, sempre vão achar que você está mentindo mesmo! Imagine a cena: alguém entra no seu quarto de surpresa e pergunta o que você estava fazendo e você prontamente responde: “assistindo pornografia”. Mesmo que seja verdade, vão duvidar por você ser tão mentiroso.”

Fonte: fatosdesconhecidos

 

Anúncios